Espaços urbanos

Espaços urbanos
Frontão da antiga União de Moços Católicos - foto Renato F. Thomsen

sábado, 5 de janeiro de 2019

1919 - 2019: centenário da chegada a Cachoeira das Irmãs de Santa Catarina



Há 100 anos, mais precisamente no dia 10 de janeiro de 1919, chegaram a Cachoeira as primeiras irmãs da Congregação de Santa Catarina para atuarem no Hospital de Caridade como enfermeiras. As tratativas para sua vinda iniciaram em 1918 quando a superiora da Congregação, Madre Plácida, veio acertar as condições para a chegada das primeiras irmãs-enfermeiras. Em fevereiro daquele ano de 1919, o Hospital efetivou um contrato que só cessaria na década de 1980, exercitando as irmãs a sua messe, com grande desvelo e admiração da comunidade, de levar alívio e atenção aos doentes.

A Ordem de Santa Catarina, fundada pela jovem polonesa Regina Protmann em 1571, tinha por preceitos a oração, o atendimento aos doentes e a educação. 

Madre Regina Protmann - Mercado Livre

E foi justamente com esta proposta que elas iniciaram seu trabalho em Cachoeira, começando em 1919 pelo atendimento aos doentes e, um pouco depois, no ano de 1921, fundando o Colégio Imaculada Conceição, destinado à formação de meninas. Inicialmente o educandário funcionou na Rua Saldanha Marinho, defronte ao quartel da Guarda Municipal, prédio que em 1929 abrigaria o Ginásio Municipal Roque Gonçalves.

Naquele mesmo ano de 1919, em 23 de novembro, inauguraram a Capela de Santa Catarina, em homenagem à sua padroeira, ao lado do prédio do primeiro hospital.

Fototeca Museu Municipal

A missão de saúde das irmãs no Hospital de Caridade encerrou-se na década de 1980, mas a educativa persistiu até 2012, quando as últimas representantes da Congregação de Santa Catarina deixaram a cidade definitivamente, fechando o Colégio Imaculada Conceição.

As Irmãs de Santa Catarina, além dos inúmeros serviços prestados aos enfermos, às crianças e aos jovens, marcaram sua passagem para sempre em Cachoeira do Sul por duas edificações advindas de sua missão: a Capela de Santa Catarina (1919) e o complexo do Colégio Imaculada Conceição (1927). Ambas, além de patrimônios histórico-culturais do município, são verdadeiras odes ao legado humanista destas abnegadas mulheres que devotaram a vida ao próximo.

Capela de Santa Catarina (1919) - foto COMPAHC

 Complexo do Colégio Imaculada Conceição - atual Colégio Totem

Nenhum comentário:

Postar um comentário