Espaços urbanos

Espaços urbanos
Centro Histórico - foto Eduardo Schroeder

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Dispensário Balthazar de Bem

          A administração municipal de Cachoeira criou e instalou no dia 9 de agosto de 1926 o Dispensário Balthazar de Bem, numa homenagem ao médico e político falecido em 1924. O prédio localizava-se junto à Praça Balthazar de Bem.

Dr. Balthazar de Bem ao lado do correligionário e amigo João Neves

          Dispensários eram organizações de beneficência que ofereciam aos necessitados assistência médica e medicamentos. O Dispensário de Cachoeira foi criado com o objetivo da profilaxia de doenças venéreas e teve no Dr. Marajó de Barros o seu primeiro diretor.
         O jornal O Commercio (1900-1966) noticiava, na edição de 9 de fevereiro de 1927, que o Dispensário tinha registrado o seguinte movimento, desde sua abertura até 31 de dezembro de 1926: atendidas 472 pessoas, sendo 265 homens, 189 mulheres e 18 crianças; aplicadas 780 injeções de Neosalvarsan, 3.489 de sulforeto de mercúrio, 503 vacinas antigonocócicas e 130 de bismuto. Total: 4.902.
         No final de 1927, o Dispensário passou a funcionar na Rua 7 de Setembro n.º 108. No local, além do consultório do Dr. Marajó de Barros, havia uma sala de espera com capacidade para 40 pessoas, uma sala para as injeções e curativos e um laboratório de exames e pesquisas bacteriológicas, dirigido pelo tenente-médico Dr. Miguel Barreto Vianna e pelo Dr. Henrique Müller de Barros. Os médicos eram auxiliados pelo farmacêutico Alcides Zinn e pelo enfermeiro José Maciel.
         O Dispensário encerrou as atividades na década de 1930, durante a administração Aldomiro Franco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário