Espaços urbanos

Espaços urbanos
Centro Histórico - foto Eduardo Schroeder

domingo, 4 de novembro de 2012

João Moser - homem de caráter associativo


        O austríaco João Moser, nascido Johann, cujo falecimento se deu há exatos 100 anos, no dia 4 de novembro de 1912, desenvolveu em Cachoeira o espírito associativo que caracterizava os imigrantes em terras estranhas.
        Alfaiate de profissão, João Moser aproveitou-se de seu dom musical e a habilidade com instrumentos, notadamente o violino, para fundar em 1904 o Grupo Frohsinn. Esse grupo ficou conhecido por incluir dentre os seus componentes alguns músicos negros, integrando-os aos seus costumes e admitindo-os inclusive em suas atividades em sociedade. Um destes admitidos era o conhecido maestro Miguel Iponema, regente da famosa Banda Musical Estrela Cachoeirense. Também João Moser era o dirigente da Orquestra de Amedeu Masson, grupo responsável pela animação de muitos bailes da Cachoeira do início do século XX.

Grupo Frohsinn. João Moser, sentado, ao centro, com violino, ladeado por Miguel Iponema
- fototeca do Museu Municipal

        João Moser também se conta dentre os fundadores da Schützen-Verein Eintracht, hoje Sociedade Rio Branco.
        Natural da Boêmia, Áustria, João Moser faleceu com 58 anos, sendo que desde os 41 residia em Cachoeira. Era casado com Elizabeth Weide Moser e tinha os seguintes filhos: Guilhermina, casada com Adolfo Brendler, Adolfina, casada com Augusto Wilhelm, Amanda, casada com Valentim Beck, Bertoldo, Alcina, casada com Frederico Purper, e Itelvina Elvira. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário