Espaços urbanos

Espaços urbanos
Centro Histórico - foto Eduardo Schroeder

domingo, 6 de outubro de 2013

Série Cachoeira em Jornal

O Museu Municipal lançou, no ano de 1982, um folheto intitulado Cachoeira em Jornal – A história da imprensa cachoeirense, trabalho que foi coordenado pela professora Maria Eunice Moreira, hoje Diretora de Pós-Graduação na Pró-Reitoria Acadêmica da PUCRS e, na época, a responsável pelo setor de pesquisa do Museu dirigido por Lya Wilhelm.

No editorial do folheto, Maria Eunice Moreira diz que o objetivo do trabalho é “reconstituir significativo aspecto de nossa história”. E este objetivo foi plenamente atingido, sendo o folheto até hoje referência.

A imprensa rio-grandense surgiu em 1827 com o Diário de Porto Alegre e, em Cachoeira, com o Independente, de 1864. Deste jornal, que era de caráter noticioso, quase não há informações tampouco exemplares.

A série Cachoeira em Jornal traz à luz o Clarim, jornal de caráter noticioso, fundado em 1886 por Baptista Xavier, também o redator, e extinto em 1890. Circulava duas vezes por semana, nas quintas e domingos. Em 1889, Baptista Xavier admitiu como sócio Afonso Porto da Fontoura, passando a ter o Clarim dois redatores.
Um documento encontrado no acervo do Arquivo Histórico mostra que esse jornal realizou serviços de impressão para a Câmara Municipal em 1889.

Documento do Arquivo Histórico

Há no acervo do Museu Municipal um exemplar do Clarim que ilustra, juntamente com outros jornais, a capa da publicação Cachoeira em Jornal.

Cachoeira em Jornal (1982)
- Museu Municipal -

João Baptista de Aquino da Fontoura Xavier, o proprietário-redator, filho do Major Gaspar Xavier da Silva e de Clarinda Amália da Fontoura, era neto de Antônio Vicente da Fontoura e de Clarinda Porto da Fontoura e irmão do poeta Antônio Vicente da Fontoura Xavier. Nasceu em Cachoeira no dia 13 de novembro de 1864, casualmente no ano que marca a fundação do primeiro jornal cachoeirense.

Baptista Xavier (1905)

Advogado, Baptista Xavier integra a relação dos fundadores do Clube Republicano local. Foi promotor público em Cachoeira (1889-1892) e exerceu o jornalismo também como redator do jornal O Estado do Espírito Santo (1890-1911) e como secretário do Jornal do Comércio, do Rio de Janeiro. Em 1898 fundou, em Porto Alegre, o Petit Journal.
Baptista Xavier faleceu no Rio de Janeiro em 12 de maio de 1919, no desempenho das funções de tesoureiro da Escola de Belas Artes. Seu nome denomina ruas em Cachoeira e em Porto Alegre.
        


Nenhum comentário:

Postar um comentário