Espaços urbanos

Espaços urbanos
Para não esquecer o 1.º de maio e sua alusão ao trabalho - foto Robispierre Giuliani

domingo, 25 de maio de 2014

Estatísticas do arroz

Com a realização da 18ª FENARROZ, o maior evento orizícola das Américas, cuja sede é Cachoeira do Sul não por acaso, vamos voltar no tempo e verificar as estatísticas do arroz na Cachoeira de 101 anos atrás, quando já havíamos inaugurado a irrigação mecanizada da lavoura e aumentado significativamente a produção.

Trabalho em uma lavoura de arroz - coleção Robispierre Giuliani

Os dados constam da edição de 20 de setembro de 1913 do jornal Rio Grande, editado em Cachoeira, que em síntese dizia:

A Seção de Estatística Municipal concluiu a apuração da colheita do arroz em 1913. Foram encontradas 92 grandes empresas que produziram 401.205 sacos. A produção da pequena lavoura atingiu a 86.000 sacos, o que deu um total de 487.205 sacos. A exportação em 1912 foi de 129.896 sacos, ou mais 51.000 do que em 1911, dando aos cofres municipais de imposto a quantia de 48:558$400 réis.

É fácil perceber que o título de Capital Nacional do Arroz foi uma conquista de muitos há muito tempo atrás. 

Locomóvel e trilhadeira na lavoura - fototeca Museu Municipal
Arroz sendo ensacado - fototeca Museu Municipal

Nenhum comentário:

Postar um comentário