Espaços urbanos

Espaços urbanos
Igreja Santo Antônio - foto Mário H. Kämpf

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

18 de janeiro de 1908: desmoronamento no Teatro Municipal


               
Teatro Municipal - inaugurado em 25/12/1900 junto à Praça da Igreja,
atual Praça Dr. Balthazar de Bem - fototeca do Museu Municipal

               Há 105 anos, por volta de 23 horas de 18 de janeiro de 1908, a população de Cachoeira, notadamente das imediações da Igreja Matriz, foi surpreendida por um enorme estrondo “que fazia lembrar um terremoto longínquo”, conforme descreveu o jornal Rio Grande, em sua edição de 23 de janeiro daquele ano. E prossegue o jornal: “Os rumores foram quase unânimes: - Foi o Teatro que caiu.”
                De fato a população tinha razão. O madeiramento do grande casarão do Teatro Municipal tinha sido deslocado completamente pelo rompimento da linha mestra da amarração geral no dia 6 de janeiro, quando lá acontecia uma festa infantil em prol do altar do Sagrado Coração de Jesus da Igreja Matriz. As cerca de 1.000 pessoas que estavam no prédio, segundo estimativa da imprensa, nada sofreram e, em razão dos riscos de desabamento, o Vice-Intendente Municipal mandou fechar o Teatro. Para agravar mais a situação, fortes chuvas ocorridas na véspera do desmoronamento contribuíram para debilitar ainda mais o telhado que veio “fragorosamente por terra, ficando entre as paredes do palco.”
                A Intendência procurou ouvir profissionais para obter pareceres sobre as causas do desabamento e apontar soluções. As conclusões foram de que o madeiramento era muito pesado e que algumas linhas ou pendurais afastaram-se de suas junturas, abalando uma viga-mestra e partindo um barrote. A cumeeira do edifício também sofreu um pequeno desvio na altura do proscênio. As paredes apresentavam pouca resistência e foram fendidas de alto a baixo. O engenheiro civil Arlindo Leal e Dr. Ahronds, de Porto Alegre, foram consultados para elaboração de um projeto de remodelação do Teatro.
                A história foi outra. O Teatro Municipal nunca foi remodelado ou sofreu qualquer reparo. Em 1913, o prédio e os problemas que ele trazia foram entregues ao governo do Estado que, dois anos depois, feitas as reformas necessárias, instalou ali o Colégio Elementar Antônio Vicente da Fontoura e o Fórum. Mais atarracado que o original e sem a altivez de outrora, o edifício pouco guardou de sua rápida e acidentada vida cultural.



Nenhum comentário:

Postar um comentário