Espaços urbanos

Espaços urbanos
Centro Histórico - foto Renato Thomsen

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Ecos da 1.ª Grande Guerra em Cachoeira

A 1.ª Guerra Mundial teve início em 4 de agosto de 1914. Durante quatro longos anos o mundo se viu conflagrado. Fronteiras foram mudadas, domínios contestados e grandes transformações promovidas no cenário político mundial. A primeira foi uma macabra preparação para a segunda grande guerra!
A Cachoeira de 100 anos atrás não ficou desavisada da convulsão que tomou o mundo. Mas infelizmente - e coincidentemente - os jornais que circulavam na época não preservaram os exemplares publicados naquele primeiro ano da guerra. Nem O Commercio tampouco o Rio Grande dispõem em suas coleções dos volumes correspondentes a 1914.
Mas no ano de 1915, segundo da guerra, com os preciosos volumes bem preservados no Arquivo Histórico, há muitas notícias sobre o front. Textos publicados em jornais brasileiros e estrangeiros são reproduzidos pelo O Commercio, assim como vez ou outra há alguma referência aos ecos do momento em Cachoeira, refletindo a posição dos editores. Como a que segue, extraída da edição do dia 24 de fevereiro de 1915, página 3:

Fotografias da guerra. Um amigo trouxe ontem ao nosso escritório um grande número de fotografias do teatro da guerra, de que exporemos hoje uma parte em nossa vitrine. Mais do que qualquer descrição fatigante, falam esses quadros pelos quais se depreende, além de outras muitas coisas, que enquanto os russos iam derrubando igrejas na Prússia oriental, os alemães respeitavam os templos da Polônia, deixando assim patente a quem cabe o qualificativo de bárbaros. Várias fotografias dos ultra-civilizados auxiliares dos aliados, compostos de indianos, marroquinos (amarelos e pretos) etc., dão bem uma ideia da grandeza de ânimo com que a Alemanha e a Áustria vão sustentando essa luta desumana. 

As fotos não são descritas na matéria, mas as imagens a seguir dão a dimensão do "palco de guerra".

Catedral de St. Martin destruída - Bélgica
- www.sabado.pt
Soldados indianos na 1.ª Guerra - www.rusmea.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário