Espaços urbanos

Espaços urbanos
Igreja Santo Antônio - foto Mário H. Kämpf

domingo, 18 de dezembro de 2011

"Alegria, alegria", chegou o Caderno de História n.º 7: Fritz Strohschoen!

                No dia 15 de dezembro de 2011, 152.º de elevação de Cachoeira à categoria de Cidade, o Arquivo Histórico e o Museu Municipal de Cachoeira do Sul lançaram o sétimo volume da série Cadernos de História, tendo como tema a vida do professor, advogado, contabilista e historiador Fritz Strohschoen.

                Natural de Cachoeira do Sul, nascido na Rua 7 de Setembro no dia 8 de maio de 1920, Fritz Strohschoen era filho de Ernesto Oscar e Ella Eva. Tinha quatro irmãos: Dagmar, Isolde, Oscar e Lia.
                Fez seus primeiros estudos no Colégio Alemão-Brasileiro, hoje Sinodal Barão do Rio Branco, e depois no Colégio Roque Gonzales, hoje Marista Roque. Depois se transferiu para Porto Alegre, ingressando no Colégio Rosário. Voltou da capital com os diplomas de contador e bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.
                Em sua cidade natal, trabalhou em empresa familiar, foi professor, contabilista e advogado. Ficou muito conhecido pelo ofício de historiador, tendo sido um dos mais respeitados pesquisadores da nossa história, hobby que adquiriu quando, na condição de vereador e eventualmente substituto do Prefeito, teve acesso à farta e preciosa documentação da antiga Câmara Municipal. Por suas mãos passaram os mais importantes registros históricos. Detentor de vasto conhecimento, sugeriu denominações patronímicas de ruas e auxiliou o Museu Municipal e o Arquivo Histórico em seus ofícios de levantamento e preservação da história de Cachoeira do Sul.
                Recebeu muitas homenagens em vida pela sua atuação profissional e comunitária.
                Dr. Fritz Strohschoen, casado com Olga Stallbaum, teve os filhos Marly, Mário, Mirna, Milda, Mayra e Lori.
Dr. Fritz e sua Olguinha na casa da Rua D. Pedro II

                Faleceu no dia 14 de janeiro de 2011, comovendo a sua amada Cachoeira do Sul.
                O Caderno de História sobre Fritz Strohschoen está disponível para consulta na Biblioteca Pública, Arquivo Histórico e Museu Municipal, onde também há uma exposição sobre sua vida e obra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário