Espaços urbanos

Espaços urbanos
Para não esquecer o 1.º de maio e sua alusão ao trabalho - foto Robispierre Giuliani

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Relógio da Sete - por Jorge Ritter

Lá na praça tinha um relógio
... Solitário...
Imponente...
Marcando nossas vidas
Nossos dias...
... Eu passei
... A cidade passou.
E o relógio se foi...

Hoje escondido, ele marca as horas do tempo perdido...
A cidade cresceu, desumanizou.
... E pela praça solitária...
As pessoas passam...
... As horas...
E eu distante, imaginando a cidade sonhar.
Só o tempo em meu relógio de pulso continua o mesmo.
... E minha praça...

Jorge Ritter
(um cachoeirense em Salvador – BA)


Nenhum comentário:

Postar um comentário