Espaços urbanos

Espaços urbanos
Nossa Senhora abençoa o Centro Histórico - foto Renato F. Thomsen

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Caiadura* da Igreja Matriz

As imagens que registram aspectos urbanos do passado de Cachoeira, na sua maioria, não apresentam datação, de modo que o exercício do observador na tentativa de fixá-las em um tempo cronológico pode ser um grande desafio... Mas também um exercício maravilhoso!

Há uma série especial de imagens, mais precisamente de cartões-postais, que se tornaram itens apreciáveis seja pela estética do lugar retratado, seja pelo ângulo registrado ou pelo processo empregado na sua edição. E aí um nome se impõe em sua provável autoria: o de Benjamin Camozato, fotógrafo amador, dentista, cinegrafista, filatelista e outras tantas atividades que marcaram seu nome como um homem empreendedor. Mas, fatalmente, pela intensa e bem propagandeada edição de séries de cartões-postais creditam-se a ele muitas das imagens deste gênero até hoje conservadas na fototeca do Museu Municipal e em coleções particulares.

Dentre tantos belos aspectos da Cachoeira das duas primeiras décadas do século XX, período em que Camozato residiu por aqui, um que é especialmente belo no ângulo retratado e nas cores empregadas – e certamente obra do fotógrafo – pode ter tido enfim descoberta a verdadeira data em que foi feito por uma notícia publicada no jornal O Commercio, edição de 2 de maio de 1917:

Caiadura da Igreja Matriz. Já está concluída a caiadura externa da Igreja Matriz, inclusive a das respectivas torres, mandada efetuar pela Irmandade Conjunta do Santíssimo Sacramento e Nossa Senhora da Conceição. Foi empreiteiro desse trabalho o construtor Sr. Francisco V. Martins, que em concorrência o arrematou por 1:250$000 (um conto e duzentos e cinqüenta mil réis). A Igreja atualmente oferece belo aspecto, pois as cores das tintas foram bem escolhidas.

Cartão-postal retratando a caidura de 1917?
Série atribuída a Benjamin C. Camozato - fototeca Museu Municipal
Foto que mostra pintura diferenciada da Igreja
Com o julgamento, o olhar do leitor!

* Caiação.

2 comentários:

  1. Fantástica essa informação sobre a certificação provável de alguma imagem, sempre se aprende quando se lê tuas postagens.
    Obrigado !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caríssimo Hugo, todo dia estou aprendendo alguma coisa também. Fantástico como o passado consegue conversar com o presente!
      Abraço e obrigada pelo apoio permanente.
      Mirian Ritzel

      Excluir