Espaços urbanos

Espaços urbanos
Ponte do Fandango - Robispierre Giuliani

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Série Lojas do Passado: Casas Pernambucanas

O sueco Herman Theodor Lundgren fundou, no dia 25 de setembro de 1908, em Pernambuco, onde foi morar quando chegou ao Brasil, as Casas Pernambucanas, originadas na Companhia de Tecidos Paulista, adquirida por lundgren.

Por muitos anos foi uma das maiores redes de venda de tecidos do Brasil. Dois anos depois, as Casas Pernambucanas chegaram a São Paulo e, na década de 1930, a Cachoeira. Em 1970 era a maior rede de lojas do Brasil e, na década de 1980, grande parte de suas filiais foram fechadas, acontecendo o mesmo em Cachoeira, aonde chegou a ter duas lojas, sendo a matriz na Rua Júlio de Castilhos e uma filial na Rua Sete de Setembro, aberta em setembro de 1936.

Casas Pernambucanas - 1941 - acervo Renate S. Aguiar


Apesar de se chamar Casas Pernambucanas, a rede não mantém lojas no Estado de Pernambuco, possuindo cerca de 270 filiais em sete estados brasileiros.

Um comentário:

  1. Lembro bem de ir com minha mãe na loja da rua Sete de Setembro, na esquina com a Major Ouriques, com seu letreiro de fundo amarelo e suas infindáveis prateleiras de rolos de tecidos. O tio Padilha, pai das primas Rose e Maristel, era o gerente.

    ResponderExcluir